quinta-feira, 21 de abril de 2011

Sinto que meu coração esta esmagado.

Voces ja sentiram que o coração explodir de tao apertado? Tem senso?
Pois eh bem assim que eu estou me sentindo.

Eu nunca planejei engravidar e muito menos casar. E tive os dois assim, no susto, rapidinho e de uma hora para a outra.  Um pouco louco na verdade mas assim que as coisas aconteceram. Agora eu vejo minha vida. Tenho Benjamin na minha barriga, um namorado que me ama, uma casa linda que tem tudo que eu preciso, duas super idas ao mercado por mês e espero que mes que vem quase todas as coisas do Benjamin ja estejam compradas e principalmente pessoas que me dao força para seguir em frente. Deixar bem claro que nao eh riqueza viu…Eh que a gente deixou de jantar em restaurantes todas as noites e comprar porcarias no mercado.

Eu so posso agradecer a Deus. E faço isso todos os dias.

Mais do que nunca eu faço planos para minha vida. Passo horas e horas imaginando como vai ser meu futuro com a minha nova família. Imaginando Benjamin com seu corpinho gordo e seu pescoço suave que eu vou encher de mordidas. Claro, que ja pensei em como ele sera quando crescer. Sera garoto problema como sua mae? ou garoto paz e amor como seu pai?

E eu penso no meu pai. Mesmo antes de eu ter o Benjamin aqui comigo já consigo entender quase que exatamente o motivo de tanta insistência e brigas la em casa. Talvez seja por isso que quero tanto que ele venha nos visitar. Agora temos muito em comun. Lembro que quando eu e meus irmaos brigavamos ele sempre nos alertava de que quando crescêssemos viveríamos um em cada canto e sentiríamos muita saudade um do outro. Ele estava certo. Hoje moramos um em cada cidade e desejaria poder estar perto deles para eles viverem isso tudo comigo. Queria que Benjamin também estivesse perto deles para surgirem os velhos e bons papos do tipo 'ele eh igualzinho a sua mae'.
Hoje em dia me sinto super presente la com eles por causa do Benjamin, sei que eles estão felizes por Benjamin e querem muito ao meu bebe.

Nao posso dizer que nao sinto saudade deles. Sinto sim, e muita. Mas as coisas mudaram e eu agora tenho a minha família. De 3. Talvez um dia ela chegue a 5, como foi a minha na minha infância.  Eu sinto muita saudade deles mas tudo que eu estou vivendo faz com que minha vida tenha outro sentido e outras perspectivas.  Eh como se um assunto nao pudesse ser falado quando se fala o outro. Como se fossem duas coisas mega muito distintas. Mas acaba sendo tudo a mesma coisa, a minha família.

Eu sei que tem muita gente na mesma situação. Família de sempre longe e família nova começando.  Entende? Eh assim mesmo, e um dia Benjamin vai ter que fazer a mesma coisa e eu vou me sentir com o coração apertado igualzinho ao do meu pai agora. E os filhos do Benjamin também farão exatamente a mesma coisa.

Eu nunca desejei tanto uma coisa como desejo a Benjamin. Eh a melhor sensação que pode existir na vida e estou muito grata a Deus por ter me dado meu Benjamin e um Namorido maravilhoso.

Desabaaaafo! Adoro!
UmBeijo!

7 comentários:

Patricia Trevisan disse...

Ai Carol amei teu desabafo!!Estou feliz muito por ti!!!Desejo que teu filinho seja muito saudadvel mas não tão sapeca quanto amãe!!estou brinacando!!!Desejo toda a felicidade do mundo para vocês!!!
Parabéns pelo Benjamin! Ele com certeza é uma benção de Deus para vocês!!Beijão de uma colega e amiga que gosta muito de ti e fica com Deus.

Leonardo disse...

Oi Carol, Poxa fiquei super feliz com todos os seus comentários lá no diário de papai, que bom que gostou dos posts. Adorei seu blog. Parabens pelo Benjamin. Olha se vc acha que sua vida já mudou, vc ainda vai ver depois que nascer, eu achava que sabia, mas só soube mesmo qdo tive a Elisa em meus braços, muda tudo, tudo... Não sei se vc viu, mas eu tbm escrevi sobre como muda o nosso sentimento sobre nossos pais e tudo aquilo que não entendiamos qdo eramos crianças, é muito interessante como muda radicalmente né?
Deus abençoe vc e sua familia! Gde abraço!
Leo
www.diariodepapai.blogspot.com

Caroline Pozzatti disse...

Oi Patricia! Que bom que tu veio aqui saber das minhas novidades. Que saudae de ti! Sempre lembro das nossas conversas nos intervalos. kkk. Super Beijo e muta felicidade para ti.

Caroline Pozzatti disse...

Oi Leonardo. Estou adorando seu blog. Eu e o namorado ja estamos te seguindo. Que bom que tu veio nos conhecer. Li o post que voce fala sobre os nossos pais antes de escrever este desabafo e ajudou muito a colocar pra fora.
Vamos continuar de olho em voce e na Elisa.
Abraço.

Felicidade disse...

Aii Carolzinha me sinto exatamente assim, com o coração apertado quando penso que Alice pode um dia ficar tão longe de mim, como eu estou longe do meu pai..
A suadade é grande.. e a gente precisa deixar de ser filha pra ser mãe, não é lindo? rs
A minha psicologa diz que temos que conciliar as duas coisas de forma que entendemos que temos os 2 e que não vamos perder nenhum, pq nossos pais vão ser sempre nossos pais, e nossos filhos sempre serão nossos filhos.. rsrs acho que ela fala isso mais relacionado ao MEU caso.. hehehe

Estou aqui torcendo por você sempre!!!
Beijooooos

Confissões de uma mãe de primeira viagem disse...

Oi Carol, obrigada pela visitinha lá no meu cantinho.Já estou te seguindo...
ai, posso dizer? me sinto exatamente assim, e olha que moro perto dos meus pais, o problema é minha mana mais velha.Ela sempre foi desprendida dessa coisa de familia, e desde sempre falava que não seria problema nenhum morar longe, ela saberia lidar com a saudade e tudo mais. E aconteceu, ela casou foi pra Paraíba, e agora está morando em São Paulo, nos afastamos muito, suas visitas ao Rio foram esporádicas e ela não compareceu nos momentos mais importantes da minha vida (casamento em 2006, formatura em 2010 e nascimento do Bryan em abril do ano passado) provavelmente ela não estará presente na comemoração do niver dele, nem na próxima gravidez e por ai vai, sinto muitas saudades dela, da minha familia junta, unida, sei que agora somos eu,Bruno e Bryan, mas dá uma saudade quando eramos nós duas sabe!!

Desabafei tmb, abapha...rsrs
mas eu me sinto exatamente assim: de um dia para o outro as coisas aconteceram e a vida mudou, mas agente sempre tem que seguir adiante, uma pena que olhar para o passado me faça querer regressar vez ou outra e viajar....

P.S: amei o nome do seu bebê, amo o significado e acho um nome lindo.
bjos

*-* Tati *-* disse...

Vc merece!

Bjinhos!

http://adolecentessaoassim.blogspot.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...